A oportunidade mais lucrativa/segura para grandes investimentos nessa década.

PLANO DE INVESTIMENTO FAZENDÁRIO

ISSO VAI MUDAR SUA VISÃO DE INVESTIMENTO, UMA BREVE INTRODUÇÃO:

Essa demonstração comercial prova que o mercado de fazendas no Brasil, mais precisamente no Tocantins, é o grande investimento mais lucrativo (dinheiro investido por dividendo da produção anual com potencial de saída na venda) e seguro (terra, bem tangível limitado e não recriável) do mundo na atualidade. Não se preocupe se ainda não entendeu.

Mostramos como é um investimento seguro e necessário, como é lucrativo, como é obtido esse lucro, qual propriedade pode dar a melhor relação de lucro pelo dinheiro investido e como chegar no lucro, quanto custa e quem pode executar o projeto, também como vocês obterão o retorno do seu dinheiro com o tempo.

Nós mostramos também os obstáculos que aparecerão no caminho e como resolvê-los sem afetar o lucro final de forma significativa.

Os valores usados para o projeto têm margem de erro para cima, ou seja, pior cenário, e seguem apenas as tendências dos últimos anos, porque ainda no pior é um investimento excelente. No melhor cenário, é excepcional.

O mercado de fazendas tem um potencial gigante e gera riquezas para muitos no Brasil e irá gerar para vocês também, enquanto aumenta a disponibilidade de alimentos no mundo, ajudando a todos.

POR QUE VOCÊ DEVE INVESTIR EM FAZENDAS NO BRASIL

LISTA RÁPIDA DE FATOS INCONTESTÁVEIS

Clique na lista para ir à fonte da informação.

COMO DIZEM: LOCAL CERTO NO TEMPO CERTO

A lista prova que estamos no local certo, no tempo certo; da mesma forma que diversas empresas fizeram milhões na internet na metade da sua maturação, o agronegócio brasileiro fornece uma oportunidade semelhante: segurança fornecida pela necessidade e valorização do produto e potencial lucrativo já que os custos têm percentual bem abaixo do lucro que pode ser obtido com o passar de dois anos (a estimativa é dobrar o valo das terras com as melhorias).

O MERCADO EXTERNO PRECISA DE NÓS

FOTO REPORTAGEM CHINA AGRONEGÓCIO BRASILEIRO
https://revistagloborural.globo.com/Noticias/Economia/noticia/2020/07/china-respondeu-por-40-das-exportacoes-do-agro-brasileiro-no-1-semestre.html
FOTO REPORTAGEM DEMANDA MUNDIAL DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO
https://www.nacaoagro.com.br/noticias/brasil-potencia-agricola-demanda-mundial/

A China tem muito dinheiro, graças a sua mão de obra barata, qualidade dos produtos com custo benefício e escala, mas não tem intenção de investir no agronegócio; nem conseguem, pois diferente de nós: falta terra boa, água e aptidão. Eles dependem das nossas fazendas.

Os indianos lideram nos setores de serviços por questões similares, as tecnologias indianas são uma das maiores partes de sua economia, assim como a mão de obra barata e apta para o setor de serviços simples. A Índia tem o terceiro maior PIB, uma densidade populacional gigante crescendo em ritmo acelerado. A sua produção de alimentos é superada pelo consumo, gerando oportunidade para o Brasil, precisando mais e mais de nós no futuro.

A União Europeia também importa muito agronegócio do Brasil, e os árabes importam 10% mais a cada ano que passa.

Nós temos a vantagem geográfica e o maior potencial de expansão do agronegócio mundial, é uma questão de decidir se você deseja fazer parte dessa expansão ou só assistir acontecer.

O MELHOR ESTADO BRASLEIRO PARA INVESTIR EM FAZENDAS ATUALMENTE

O mercado de fazendas brasileiro já existe desde os anos 70, sendo que alguns estados começaram mais cedo que outros. Isso faz com que alguns estados estejam mais maduros e tenham um mercado fazendário mais estável, como Goiás e Mato Grosso, com preços de terras no limite, tendo pouca evolução e aumentando preço da produção por hectare.

Já em estados mais novos, é possível obter uma hectare de terra com mesmo potencial produtivo por um décimo do preço de outros estados. É o caso do Tocantins.

Exemplo, em Goiás o hectare pode custar  R$ 200 mil reais. Já no Tocantins, que começou de verdade no mercado há cerca de 10 anos, os hectares com mesmo potencial produtivo custam cerca de R$ 20 mil reais.

O Tocantins é conhecido “Feirão de Terras”.

COMO AS FAZENDAS FAZEM DINHEIRO E COMO A DE VOCÊS FARÁ TAMBÉM

ciclo-de-produção-pt
http://ri.slcagricola.com.br/a-companhia/modelo-de-producao/

Uma ideia simples: fazendas são como empresas, e devem ser administradas como empresas. As terras produtivas são como as máquinas que produzem. Os grãos e os derivados bovinos são os produtos.

As terras precisam ser limpas e tratadas para produzir. É como uma máquina em potencial que precisa de investimento para poder trabalhar.

Se o lucro total da venda dos grãos e da carne dos bovinos- produtos-, é maior que o custo de sua operacionalização, a fazenda é uma empresa lucrativa.

O produto final dessa empresa varia conforme o que é mais lucrativo produzir além do que o solo e o clima permitem.

Como alguns produtos se aproveitam, como por exemplo o milho é aproveitado na criação de gado, é necessário produzir mais de um produto para aproveitar melhor o terreno, as estações e as sobras do produto. Nós chamamos a produção dos produtos de culturas.

Interligar os produtos também é importante para balancear os lucros e perdas. Por exemplo, a soja é altamente lucrativa, porém, é dependente de condições climáticas, podendo dar um resultado excelente em 2 anos com muita chuva, permitindo a produção de uma safra, entressafra e safrinha, e no outro prejuízo pela seca. Já a criação de bovinos, embora não seja tão lucrativa, é estável e ajuda a aproveitar todo o solo.

Você pode operacionalizar a produção das terras ou alugar (arrendar) para que alguém produza e pague uma espécie de aluguel. E claro, você ganha também quando vende a terra com uma valorização acima do que comprou.

No caso da nossa fazenda, estamos comprando a empresa por x, abrindo a terra para plantio, possibilitando a produção e dobrando o valor das terras, produziremos a soja e a venderemos permitindo o retorno do investimento com a colheitra anual da soja, podendo estocar a soja e vender ao decorrer do ano.

Existe a possibilidade de aumentar a produtividade das terras com a produção de safrinha de milho após a safra de soja, porém, ainda é necessário verificar sua viabilidade. Posteriormente, também é possível integrar os bovinos à propriedade a fim de aproveitar melhor os insumos e minimizar os riscos climáticos.

AS VANTAGENS DO TOCANTINS PARA INVESTIMENTOS EM FAZENDAS

As safras agrícolas batem recorde de receita ano após ano, com um aumento de 53% de um ano para o outro, puxado principalmente pelos grãos, que tiveram um aumento de 68% de 2020 para 2021; o faturamento de grãos gira em torno de R$ 594,1 bilhões em 2021, gerando riqueza para os envolvidos no setor de agronegócios brasileiro, tornando-se comum inclusive o investimento de estrangeiros, segmento extremamente lucrativo.

E o estado do Tocantins é um grande responsável por esse rendimento, sendo o principal produtor de grãos, como soja e milho, do norte do Brasil, embora seja um dos menores estados em extensão da região e o mais novo.

RAZÕES PARA INVESTIR EM FAZENDAS NO TOCANTINS

1-

Excelente Índice Pluviométrico para o Plantio

O sucesso nas safras de grãos depende da chuva, indicada pelo índice pluviométrico (medição do volume de chuva, precipitação, em determinada área em determinado tempo), sendo um dos principais fatores para conseguir maior produtividade das suas terras.

Por exemplo, o índice pluviométrico alto, geralmente acima de 1800mm, permite a produção de safra de ciclo maior com posterior safrinha (também conhecida como segunda safra) de ciclo menor, aumentando os lucros da safra e o aproveitamento dos hectares produtivos, tornando toda a fazenda mais eficiente e lucrativa.

Estudos mostram que o território do estado do Tocantins possui valores médios anuais de chuva entre 1250 a 2050 mm, variando conforme a região, tendo regiões de muito chuva e outras de menos.

Ou seja, algumas das regiões do Tocantins têm muito mais potencial produtivo que outras, e logo, são mais valorizadas. O índice pluviométrico quase dobra de uma região para outra.

Exemplo de cidades com alto índice pluviométrico:

->Caseara;
->Divinópolis;
->Abreulândia.

No Tocantins, geralmente, é realizada uma safra de soja e depois uma safrinha de milho ou feijão, dependendo do preço do grão no ano. Esse cultivo alinhado à pecuária tornam as fazendas do Tocantins, principalmente as grandes fazendas, extremamente rentáveis com retornos acima da média do mercado de investimentos.

Nas regiões mais secas, não é possível fazer esse aproveitamento, acaba se dependendo mais da pecuária, pois não há tanta chuva, logo, o lucro das terras não é tão alto.

As precipitações crescem do sul para o norte do estado, variando de 1500 mm a 1750 mm/ano; já do leste ao oeste, de 1300 mm a 2200 mm/ano.

2-

Solos Férteis e Água Abundante

Um solo fértil e bem irrigado é essencial para boas safras de grãos e também ajudam indiretamente na pecuária. Um solo de alta fertilidade e capacidade de irrigação abre oportunidade para até três safras por ano: safra, entressafra e safrinha. Em geral, solos humosos, argilosos e médios são os mais recomendáveis para plantar.

O solo encontrado no Tocantins tem topografia plana e varia conforme a região, sendo naturalmente férteis em algumas regiões e necessitam de trabalho especial em outras. O tratamento do solo para o tipo de plantio determina quantas sacas você poderá conseguir por hectare, ou seja, seu lucro final.

O principal produto do Tocantins são os grãos como soja, milho, feijão e arroz. Porém, nos solos do estado, as frutas podem ser plantadas durante o ano todo em uma qualidade incomparável, alcançando inclusive o mercado europeu.

As principais frutas produzidas no Tocantins são a melancia, o abacaxi e a banana.

O estado do Tocantins conta com muita água disponível possuindo a terceira maior baía hidrográfica do Brasil, graças aos rios e à chuva, que ajudam na irrigação do solo e nas atividades econômicas da região

Essa água abundante também permite outra forma de investimento: a piscicultura (criação de peixes), com grande potencial de expansão no estado.

3-

Preço das Terras é Barato, Custo-benefício

O estado do Tocantins é conhecido como “Feirão de Terras” pelos investidores do agronegócio, pois o preço do hectare (geralmente, ditado pelo alqueire, equivalente a 4,84 hectares no Tocantins) é considerado abaixo do mercado em comparação a outros estados, principalmente considerando as vantagens que as terras do Tocantins oferecem pelo valor pago. Existem estados que as terras são baratas, porém, as condições não são rentáveis, seja pelo baixo índice pluviométrico, escassez de água, qualidade do solo, logística ou outros fatores, o valor pago ainda que seja baixo, não compensa.

Já o Tocantins, oferece excelente custo-benefício, permitindo um retorno financeiro do valor investido com taxas altas, a partir de 10% anual, tendo média de 30%, dependendo do ano e do gerenciamento da fazenda. Comparando com empresas, as fazendas do Tocantins oferecem uma rentabilidade anual acima do valor investido caso sejam bem gerenciadas, logo, é um ótimo investimento.

4-

Melhor Logística da Região

O estado está localizado num ponto estratégico, o centro do Brasil, para distribuir os produtos agrícolas no Brasil e para fora. As cidades são de bom tamanho e são consideravelmente próximas umas das outras.

Tocantins possui uma excelente logística, composta pelos modais ferroviário, rodoviário, hidroviário e aeroviário. Todas essas formas estão em constante melhoria, recebendo investimentos governamentais para facilitar o escoamento da produção agrícola no estado e baratear os custos.

Muitas fazendas são próximas ao asfalto e das cidades, permitindo acesso e saída mais fácil da produção, além de melhoria na qualidade da mão de obra.

O escoamento da produção agrícola ainda é feito em maior parte por rodovias, porém, o governo possui projetos para expandir o transporte hidroviário, além dos outros modais, permitindo a integração dos meios de transporte.

Tocantins possui também um aeroporto com terminal de cargas, com potencial de movimentar cerca de 15 toneladas por mês.

Da região do MATOPIBA, é o melhor estado em termos logísticos com toda certeza.

PORQUE A FAZENDA LORETO É O INVESTIMENTO CERTO

CARTA IMAGEM FAZENDA LORETO TOCANTINS
CARTA IMAGEM FAZENDA LORETO TOCANTINS legenda

DADOS DA FAZENDA

Fazenda localizada no Estado do Tocantins, nos municípios de Novo Acordo e Ponte Alta e conta com uma área de mais de 25 mil hectares.

Uma das maiores do Estado a fazenda possui um admirável potencial para agricultura, pecuária e turismo.

Possui pista de pouso de 900 metros com logística de fácil acesso há 150 km da capital Palmas e 200 km do porto seco da ferrovia norte sul.

Próxima de um grande polo produtivo localizado na cidade de Lagoa do Tocantins, a região que se consolida há mais de 10 anos no cultivo de grãos.

Com mais de 60% de aproveitamento para plantio, tem altitude média de 350 metros e possui solo predominante plano, localizada no sistema hidrográfico do Rio Tocantins está banhada pelo Rio Vermelho e Rio Sono, possuindo ainda diversas nascentes dentro dela, sendo rica em água.

Sua reserva legal está totalmente preservada e protegida, e, exibe ainda diversas belezas naturais indicadas para exploração do turismo de forma sustentável.

Dimensões:

Municípios: Novo Acordo – TO e Ponte Alta do Tocantins – TO Área Total do Imóvel/Hectare: 30.273,2605 hectares, sendo 25.000.000 à venda.
Área de Reserva Legal/Hectare (35%): 10.595,6412 hectares. Área Total do Imóvel/Alqueire: 6.254,8059 alqueires
Área de Reserva. Legal/Alqueire (35%): 2.189,1821 alqueires.

Eletrificação: O imóvel possui linha de energia elétrica trifásica

Índice Pluviométrico (chuva): 1.700 mm por ano, com potencial de safra e safrinha se a chuva por prolongada.

Temperatura do Ar: 27o C

Hidrografia: Rio Tocantins, possibilidade de usar água do rio para combater a possibilidade de seca.

Fazenda localizada no Estado do Tocantins, nos municípios de Novo Acordo e Ponte Alta e conta com uma área de mais de 25 mil hectares.

Relevo/Declividade: 50% da área o relevo é plano, 30% da área o relevo é suave ondulado, 20% da área o relevo é ondulado.

Vegetação/Bioma: Cerrado.

Logística de fácil acesso

Produção Agrícola:
Atualmente a área se encontra sem desmatamento, com predominância de cerrado com facilidade e baixo custo para abertura.

Na região próxima tem polo produtivo, sendo a Fazenda Rio Vermelho com mais de 6 mil hectares de plantio, e mais 4 mil aberto para plantio.
A Fazenda tem capacidade de plantio em 60% de sua área, sendo dividido em duas partes.

Benfeitorias:
01 Pista de avião cascalhada de 900 metros (bem conservada); 01 Represa (água permanente)
01 Barracão de tijolo e colunas de concreto 45 x 15 m2, sendo um banheiro de 2,5 x 2,00 m2 e um cômodo de 3,5 x 9,0 m2
Coordenada da sede (barracão): 10 ̊ 28’ 23,1601’’ S 47 ̊ 14’ 03,6105’’ W
Localizada a 150 km da Capital, Palmas – TO.

Está próximo cerca de 40 kms de duas cidades, sendo fácil o acesso por estrada de chão para maquinas pesadas e carretas.

Também há Rio Vermelho e Rio Sono em sua divisa, Ribeirão Peixinho e diversas nascentes dentro da propriedade

PROJETO SIMPLIFICADO - FOCO NA SOJA

Inicialmente a fazenda não tem praticamente nada, mas isso é algo bom!

Estima-se que após limpar a área para a produção, a terra dobra de valor.

Cerca de 65% da área, 14,500 hectares, o máximo permitido, serão abertos para plantio.

Durante o processo de abertura, a terra é preparada para a plantação com a aplicação e incorporação calcário.

Simultaneamente a abertura da terra, construímos estrutura física para acomodar os funcionários e o maquinário. A fazenda conta com um grande galpão aberto no momento e pode ser aproveitado. Posteriormente, também é preciso estocar a produção.

Maquinário para abertura das terras pode ser comprado ou alugado, compensando a compra no caso de um grande imóvel como esse.

Após cerca de um ano, a terra está aberta e tratada, é hora de plantar. 

São necessários máquinas, funcionários, estocagem e caminhões para produzir e dar escoamento à produção.

Entre o plantio e a colheita do soja, o prazo é de 6 meses. Existe a possibilidade de aproveitar o restante do tempo para a produção de safrinha de milho, porém, depende de condições climáticas ainda não confirmadas.

O gado também pode ser integrado à propriedade por um custo menor que a soja para aproveitar melhor a área que não pode ser plantada e a estrutura, além de proteger o orçamento em tempos de seca.

PROBLEMAS NO CAMINHO

A produção agrícola tem problemas comuns: condições climáticas adversas, reservas legais de solo por lei, variação de preços.

CUSTOS SIMPLIFICADOS

Custo de Abertura por Hectare

Inclui mão de obra, licenças, derrubada do cerrado, aplicação e incorporação de calcário, deixar pronta para plantio.

Período
Área Plantada (HA)
Custo de Abertura
Total
20/21
14,500
R$ 20,000.00
R$ 290,000,000.00

Relação aproximada de Maquinário Agrícola seminovo para preparo, plantio e colheita de 14.500 hectares

Maquinário
Custo
TOTAL
R$ 35.090.000,00
03 tratores de 550 cv
R$ 4.500.000,00
07 tratores de 270 cv
R$ 4.550.000,00
05 tratores de 180 cv
R$ 1.750.000,00
10 pulverizador aut. prop. 37 mt de barra
R$ 4.500.000,00
3 plantadeira 60 linha
R$ 3.000.000,00
02 plantadeira de 26 linhas
R$ 500.000,00
10 colheitadeira de graos axial 32 pes
R$ 8.000.000,00
7 grades aradoras pesadas
R$ 800.000,00
7 grades niveladoras 56×22
R$ 1.240.000,00
5 distribuidor de fertilizantes Hercules 15.000 inox
R$ 1.000.000,00
5 caminhões Scania 420 6×2 + trela rodo caçamba
R$ 3.000.000,00
05 caminhões WV – 850 4×2
R$ 750.000,00
casas de moradias para funcionário, barracão maq. aprox.
R$ 1.500.000,00

Valorização da Terra seguindo os últimos anos

A valorização dos últimos 5 anos, foi de 260%, média de  43% ao ano.

Período
Valor por Alqueire
Valor Total da Fazenda
Valor Total Apenas com Inflação
2022
R$ 48.250,00
R$ 236.425.000,00
R$ 194.775.000,00
2023
R$ 68.997,00
R$ 338.085.300,00
R$ 212.302.300,00
2024
R$ 98.665,00
R$ 483.458.500,00
R$ 231.407.400,00
2025
R$ 141.091,00
R$ 691.345.900,00
R$ 252.237.300,00
2026
R$ 201.761,00
R$ 988.628.900,00
R$ 274.939.000,00
2027
R$ 288.518,00
R$ 1.047.443.600,00
R$ 299.684.000,00

Relação de produção e faturamento

Levando em consideração 14,500 hectares de área plantada e 50% da valorização da saca de soja nos últimos 10 anos e não contando as outras possibilidades de produção que aumentariam ainda mais os lucros como a incorporação do gado e a safrinha. Levamos em consideração também que para plantar um hectare, custa 32 sacas de soja e reduzimos no lucro total. A produção de sacas aumenta anualmente pelos incrementos de fertilidade no solo.

Período
Produção de Saca da Fazenda
Valor de Venda por Saca
Lucro Total
2022/23
333.500 sc
R$ 179,59
R$ 59.893.932,00
2023/24
406.000 sc
R$ 215,5
R$ 87.493.000,00
2024/25
478.500 sc
R$ 258,6
R$ 123.740.100,00
2025/26
551.000 sc
R$ 310,33
R$ 170.991.830,00
2026/27
551.000 sc
R$ 372,39
R$ 205.190.196,00

Valores Gastos

Bem
Valor Gasto
VALOR GASTO TOTAL
R$ 447.590.000,00
Fazenda
R$ 122.500.000,00
Abertura para o Plantio
R$ 290.000.000,00
Maquinário
R$ 35.090.000,00

Valores Ganhos Mantendo as Projeções

Seguimos os resultados dos últimos anos e traçamos para os anos seguintes.

Ativo
Valor Recebido
LUCRO TOTAL COM VENDA MENOS CUSTOS
R$ 1.613.457.258,00
Produção de 05 anos
R$ 647.309.058,00
Venda da terra após a 5 anos de safra
R$ 1.413.738.200,00

Valor anual caso arrendar após o 5º ano, os 14.500 ha, a 10 sacas por hectare = 145.000 sacas a um valor de R$ 250,70 no ano de 2028, totalizando R$ 36.351.500,00

Valores Ganhos Apenas Aplicando Inflação (pior cenário)

Não aplicamos os aumentos de valores que tem ocorrido nos últimos anos, apenas aplicamos a inflação a 9% anual.

Ativo
Valor Recebido
LUCRO TOTAL COM VENDA MENOS CUSTOS
R$ 663.131.719,00
Produção de 05 anos
R$ 408.206.719,00
Venda da terra após a 5 anos de safra
R$ 299.684.000,00
Bruto Total Montante de Produção + Venda
R$ 707.890.719,00

COMO CHEGAR LÁ

Nós nascemos no campo, investimos nele e podemos ajudar vocês a investirem também.

No caso de interesse do projeto simplificado, os próximos passos são:

  • Sinalização do Interesse de compra do imóvel, a fim de segurar a área;
  • Visita à fazenda;
  • Projeto detalhado com precisão das informações de investimento;
  • Estudos e análises do solo e produção (temos um doutor palestrante no Brasil e exterior especialista em solos do Tocantins apto para a função);
  • Projeto de empreitada planejando as etapas da compra do bens, limpeza do solo, início da produção, colheita e venda da soja;
  •  Formalização da documentação;
  • Compra da fazenda, do maquinário e começo da empreitada.